Como cultivar orquídeas dendrobium – Dicas infalíveis

Como cuidar de orquídeas Dendrobium?

Esse post trata sobre o cultivo de orquídeas Dendrobium thyrsiflorum, no entanto as dicas igualmente funcionam
para as demais espécies de Dendrobium, tais como: Den. acinaciforme, aduncum, amoenum, aphyllum ou pierardii, chrysotoxum, densoflorum, draconis, agregatum ou lindley, nobile, pendulum ou crassinode… Dendrobium thyrsiflorum. “52 cachos”.

Percebi esta confusão, de certa leitora do blogue, acerca dos cuidados com Dendrobium thyrsiflorum. Como se trata de um Dendrobium que não é bastante simples de cultivar e necessita de tratamentos específicos, resolvi realizar uma postagem a respeito do o seus cuidados. Acredito que ajude a ela e todos os que querem cultivar orquídeas!

A orquídea Dendrobium thyrsiflorum, é originária do sudoeste da Ásia, chamando a atenção por possuir grande volume de flores e por causa de seu acelerado desenvolvimento e entouceiramento. Porém seus cuidados não são tão fáceis e precisamos ficar de olho a algumas dicas a fim de que ela tenha bom progresso.

orquidea dendrobium

orquidea dendrobium aggregatum

Clima e Temperatura favoráveis a orquidea Dendrobium

O ambiente ideal ao cultivo de dendrobium é ameno/temperado. Essa orquídea natural de regiões com época de chuvas e de estiada. Entender disso torna-se fundamental a fim de que possamos buscar realizar o nosso cultivo o igualmente seu habitat.

Nas épocas de alta precipitação o clima é preferentemente quente, através de a temperaturas médias de 25° C. Agora nas épocas de estiada, o clima é mais ameno, por meio de temperatura média de 19°C no começo do ciclo. Já em meados ao término do período de estiada, as temperaturas são um tanto mais elevadas.

Sua floração ocorre no final da invernada e para desabrochar, ela necessita de uma mudança brusca de temperatura nesta época.

Arejamento e água

Essa espécie, tal como a maior parte das orquídeas Dendrobium, necessita de bastante aeração. Algumas ocasiões é aconselhável, até mesmo a utilização de ventiladores a fim de ajudar no procedimento de drenagem das raízes.

A irrigação precisa ser dividida em duas fases a primeira preparatória, de acordo aos períodos da planta (desenvolvimento, repouso e começo da fase de crescimento). Ciclo de crescimento: Este ciclo é apontado pelo aparecimento de novos brotos e novas raízes.

Na fase de crescimento, é fundamental que ele receba generosa porção de água no começo da manhã, mais do que no final da tarde, pois as raízes deverão estar estejam secas ou praticamente secas. Para isto, você necessita encontrar um lugar de ótima ventilação ou inclusive utilizar um ventilador.

O volume de água é mais alto nesse período, visto que a planta absorve melhor a água que no tempo vegetativo, sendo assim a base secará mais rapidamente. Cuidado! Antes de colocar mais água, as raízes precisam encontrar-se sem umidade, se estiver com receio a cerca de aguar ou não, deixe mais um dia sem molhar!

 

Fase de repouso:

No momento em que os pseudobulbos estão desenvolvidos, entra o ciclo do repouso, frequentemente entre o fim do verão e o outono. A porção de água absorvida seguirá inferior a fase de crescimento.

No primeiro trimestre do tempo vegetativo, aconselha-se que o vaso fique adequadamente seco por aproximadamente 7 dias depois da irrigação, e permaneça seco por alguns dias até que receba água em grande porção (a fim de encharcar a planta) de novo.

Passados 3 meses iniciais do ciclo vegetativo, a água precisará ser cortada, uma vez que ele não suporta raízes molhadas nos dias frios do inverno. O máximo que se pode usar é um borrifador em dias espaçados. Embora não receba irrigação, a umidade do ar precisa estar alta. (verificar no página da internet como clima tempo a umidade relativa do ar em sua cidade).

Para auxiliar a manutenção da umidade no local de cultivo de dendrobium, você deve colocar vasos de bromélias próximas do seu Dendrobium thyrsiflorum , e além disso umedecer o chão.

Fase de crescimento

Tal como ela ficou bastante tempo na estiada, é necessário ter atenção na momento de reintroduzir a irrigação. A princípio, você irá somente pulverizar de maneira que o substrato fique levemente umedecido, menos encharcá-lo. No momento em que as raízes estiverem desenvolvidas, você pode permitir água abundante (nos cuidados do ciclo de crescimento – descrita ).

Umidade

No país de origem, essa orquidea Dendrobium recebe muita umidade. Nos períodos chuvosos cerca de 70 a 80%, isto é, elevada umidade do ar. Inclusive nos períodos de estiada (chuvas escassas e clima mais frio), a umidade também é bem grande, por volta de 50 a 60%.

Por causa disso, no momento em que retirarmos a irrigação, é fundamental preservar uma excelente umidade do ar! Na fase de desenvolvimento devemos reforçar bem a umidade do ar, para isto, você pode utilizar a dica do balde com água ou vaso de bromélias. .

Fertilização

A adubagem precisa ser rotineira nos meses de crescimento. Se quiser entender mais sobre fertilização de orquídeas, clique aqui.

Luminosidade (luz natural)

Na fase de crescimento, as orquideas dendrobium necessitam de muita luz, porém, eu não aconselho a receber sol direto na planta. O indicado é que estejam em local com muita iluminação natural, porém sem estar exposta diretamente aos raios solares.

Local de Cultivo e Substrato

As orquídeas Dendrobium thyrsiflorum podem ser cultivadas em árvores, placas, vasos de argila e até cachepôs.

O indicado é que no momento em que cultivar em vaso, o substrato seja grosso a fim de favorecer a aeração, isto é, ele precisa deixar a drenagem o mais acelerada possível, evitando que as raízes fiquem úmidas por bastante tempo. As raízes precisam secar-se depressa e inteiramente entre as regas!

Substrato para orquídeas

Substrato misto orquideas

Fases

Não são todas as espécies de orquídeas Dendrobium apresentam fase de repouso definida, porém este é o caso do Dendrobium thyrsiflorum e mais (Den. acinaciforme, aduncum, amoenum, aphyllum ou pierardii, chrysotoxum, densoflorum, draconis, agregatum ou lindley, nobile, pendulum ou crassinode…). O tempo de repouso é fundamental para essas espécies, já que é nele que ocorre a produção dos botões florais.

Dicas como essas você encontra aqui

Gostou das informações? Curta nossa fanpage e compartilhe nas redes sociais!
 

Fique por dentro de nossas atualizações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *