Controle de pragas com plantas defensivas

No artigo anterior falamos sobre os defensivos agrícolas orgânicos e minerais no controle de pragas e doenças, bem como sua importância no cuidar de orquídeas e seu benefício na preservação do meio ambiente.

Falamos também sobre defensivos agrícolas minerais e orgânicos, hoje falaremos sobre o controle de pragas utilizando plantas defensivas e receitas de repelentes a base de vegetais.

O que são plantas defensivas?

Plantas defensivas são aquelas que possuem a capacidade de repelir ou mesmo controlar pragas e doenças que atacam nossas orquídeas.

As plantas são utilizadas de diversas formas em nossas casas. Seja a citronela pra repelir pernilongos ou flores que atraem abelhas para polinizar. Fato é que as plantas são importantes aliadas no cultivo das orquídeas, e nesse caso, as utilizamos através de extratos, misturas ou mesmo a planta “in natura”.

controle de pragas

Plantas defensivas

Como fazer o controle de pragas ?

Utilizando receitas caseiras, testadas e comprovadas por especialistas, cultivadores de fundo de quintal e validadas por anos de estudos e práticas, que nos levam a uma síntese de receitas que nos auxiliarão no controle efetivo de pragas e doenças nos orquidários.

Receitas de plantas defensivas:

plantas defensivas

plantas defensivas

1.0 – Cravo de Defunto (Tagetes petula):

Cravo de defunto

Cravo de defunto

  • Indicação: controle de pragas pulgões, ácaros, cochonilhas e algumas lagartas. Repele moscas e evita nematoides quando aplicado no solo.
  • Preparação: misturar 100 gramas de folhas de cravo de defunto em 1 litro de água. Levar ao fogo e ferver durante meia hora ou então deixar de molho (picado) por dois dias. Coar o caldo obtido.
  • Modo de usar: borrifar nas orquídeas atacadas.

 

2.0 – Pau d’alho:

Pau d'alho

Pau d’alho

  • Indicação: é repelente de pulgões e outras pragas.
  • Modo de Preparo: Cozinhar 1kg de folhas de pau d’alho juntamente com brotos e folhas de tomateiro em 5 litros de água. Coar a mistura.
  • Modo de usar: diluir 100 ml do extrato em 1 litro de água e borrifar nas orquídeas atacadas.

 

3.0 – Confrei

Confrei

Confrei

  • Indicação: repele pulgões e funciona como repelente foliar.
  • Modo de preparo: Usar 1kg de folhas em 5 litros de água e deixar de molho por 10 dias ou triturar no liquidificador e usar na mesma hora. Coar a mistura.
  • Modo de usar: diluir 100 ml do extrato em 1 litro de água e borrifar nas orquídeas.

 

4.0 – Arruda

arruda

Arruda

  • Indicação: repelente de insetos, inclusive pulgões, vaquinhas e outras pragas.
  • Modo de preparo: Cozinhar 1kg de folhas de arruda em 5 litros de água. Coar a mistura.
  • Aplicação: diluir 100 ml do extrato em 1 litro de água e borrifar nas orquídeas.

 

5.0 – Fumo (Nicotina tabacum)

fumo de rolo

Fumo de rolo

  • Receita 01: controle de pragas pulgões, cochonilhas e grilos.
    • Preparo: colocar 15 a 20cm de fumo de corda de molho em água suficiente para cobrir o material, durante 24 horas. Para aplicar, diluir 5 colheres de sopa a cada 1 litro de água e borrifar nas orquídeas.
  • Receita 02: controla vaquinhas, cochonilhas e lagartas.
    • Preparo: cortar pedaços de 10 a 15cm de fumo de corda juntando 0,5 litro de álcool e 0,5 litro de água. Misturar bem deixando curtir durante 2 dias. Decorrido esse tempo, dissolva o sabão em 10 litros de água e junte com a mistura já curtida de fumo e álcool.
  • Receita 03: controla lagartas, tripes e pulgões.
    • Preparo: colocar 100g de folhas trituradas de fumo em 1,5 litros de água por 24 horas. Coar a mistura e adicionar um pouco de sabão. Borrifar a mistura elimina tripés, ácaros e outros insetos, entretanto, para afastar lesmas e caracóis é só colocar os restos de fumo (após coar) em cobertura no vaso, substrato e etc.
fumo planta

Fumo planta

6.0 – Losna (Artemísia absinthium)

Losna absinto

Losna absinto

Controle de pragas lagartas, lesmas e caracóis.

  • Preparo: diluir 30 gramas de losna em um litro de água, fervendo a mistura por 10 minutos. Para utilizar, dilua a mistura em 100 ml da mistura em 1 litro de água e borrife.

 

7.0 – Chuchu, nabo ou abóbora

chuchu

chuchu

Cortadas em pedaços atraem lesmas e caracóis, principalmente durante a noite, pois é o período que elas mais saem para se alimentar. Durante a manhã é realizada a catação das lesmas e eliminação.

Dicas:

Mesmo sendo produtos naturais, é bom evitar o contato direto com as mãos e a inalação.

Use luvas e se possível, uma máscara no manuseio.

Existem outras inúmeras receitas e sei que alguém vai dizer: Você não mencionou o uso da canela em pó. Sim acabei não mencionando porque percebi que já é de uso comum por quase todos que cultivam orquídeas, para não me delongar acabei me atentando às receitas um pouco incomuns.

A medida que formos testando novas receitas atualizaremos os artigos e republicaremos.

Se precisarem de mais dicas interessantes, acesse: Guia das orquídeas

Espero que tenham gostado, curtam nossa Fanpage e compartilhe nas redes sociais!

Fique por dentro de nossas atualizações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *