UTI para orquídeas: Como Fazer?

Todos os amantes de orquídeas por mais dedicados que sejam já perderam alguma vez na vida alguma planta através do apodrecimento das raízes, perdas das folhas e outros sintomas.

É um inconveniente que todos nós temos que passar ao menos uma vez na vida pra que possamos ampliar nosso aprendizado no cultivo das orquídeas, haja vista que apesar de ser uma atividade extremamente prazerosa nem tudo na vida se resume a ganhar. Afinal, em meio a tantas plantas no orquidário, alguma pode vir a ficar debilitada, seja por causas naturais ou mesmo alguma falha nos cuidados.

Mas quem disse que raízes apodrecidas, folhas enrugadas e amareladas são motivos para perder sua orquídea de estimação?

Você precisa conhecer a UTI para orquídeas

Assim como no jargão médico, a UTI para orquídeas é uma unidade de tratamento intensivo onde realizamos algumas medidas que permitem nossa planta aumentar a capacidade de se regenerar.

Em outras palavras, controlamos os fatores que ajudam a planta a se desenvolver: luminosidade, umidade e temperatura, de forma que estimulem a multiplicação das células das orquídeas e ela se regenere.

UTI orquídeas

UTI orquídeas

Quando utilizar a UTI para orquídeas?

  • Quando for observado que as folhas estão enrugadas e moles, significa que estão apresentando sinais de desidratação (murcha);
  • Quando os bulbos estão apresentando enrugamento;
  • Raízes ressecadas ou apodrecidas;
  • Demais sintomas que apontem a possibilidade de morte da planta.

Algumas pessoas confundem, pois, quando as plantas estão desidratadas tendem a aumentar a rega afim de corrigir o problema. Entretanto, a desidratação excessiva geralmente não ocorre por falta de água, mas sim por falta de raízes aptas a absorverem a água que é fornecida. Nesses casos, recomenda-se a utilização da UTI pra estimular a produção de novas raízes, que servirão de base para suprir as necessidades da planta.

Outra consequência desse sintoma, é que a água excedente irá apodrecer as raízes que já estão debilitadas, provocando a morte das orquídeas.

Vantagens:

No período em que as orquídeas estão na UTI elas estão protegidas de pragas, doenças externas e danos, causados pelo próprio manuseio.

Na UTI elas recebem as quantidades adequadas de água, nutrientes e enraizador, o que faz com que as plantas se recuperem em um tempo relativamente menor, pois vai recebendo os nutrientes gradativamente.

Materiais Necessários:

  • Garrafa Pet transparente 2 litros;
  • Substrato: Musgo esfagno;
  • Produto enraizador;
  • Bioestimulante (NPK 30-10-10);
  • Água;
  • Fita adesiva;
  • Orquídea doente;

Passo a passo

 

1º Passo: Preparando a UTI para orquídeas

É muito importante que a garrafa seja transparente, para permitir a passagem da luz. Sem luz=sem fotossíntese.

Corte a garrafa pet na altura do rótulo, separando totalmente em duas partes. Se necessário, pode-se passar a parte do corte no fogo (isqueiro ou fogão) no intuito de alisar a parte cortada. Melhora muito o manuseio. Mas é importante tomar cuidado para não enrugar o plástico, o que dificulta o encaixe posteriormente.

UTI Orquídea

Garrafa cortada

2º Passo: Preparando a orquídea

Nesta etapa é necessário ter muito cuidado, pois dela depende o sucesso da sua UTI.

Vamos “limpar” a planta, cortando as raízes mortas ou apodrecidas. Deixaremos somente as raízes vivas, mesmo que estejam um pouco debilitadas. É importante visualizar a possibilidade de recuperação, pois raízes com manchas pretas ou úmidas devem ser cortadas.

Em seguida cortamos as folhas doentes, entretanto, é importante que restem algumas folhas, pois a planta necessitará realizar a fotossíntese para se recuperar. Seja criterioso, entretanto, não seja radical, não elimine todas as folhas.

Lave bem as raízes retirando o restante do substrato que ainda estiver aderido.

Alguns orquidófilos orientam a fazer uma lavagem da orquídea com água e sabão, até mesmo utilizando uma escovinha de dentes com cuidado pra não danificar a planta.

Em seguida aplique canela em pó nas partes cortadas, evitando a contaminação da orquídea por fungos e doenças, além de acelerar a cicatrização. Quem utiliza produtos químicos pode aplicar algum fungicida e inseticida, segundo as recomendações do rótulo do produto.

Lavando a raiz

Lavando as raízes

Bom, agora que sua orquídea já está pronta, vamos a próxima etapa!

3º Passo: Preparando o substrato

O substrato pode ser feito com britas, casca de pinus, caco de telhas e etc. Porém, o material de mais fácil manuseio e que produz resultados mais promissores é o musgo esfagno.

O esfagno pode ser encontrado em qualquer floricultura ou loja de produtos agropecuários.

Esfagno desidratado

Pacote de Esfagno

Os mais cuidadosos orientam a esterilizar o esfagno antes do uso, fervendo numa panela por 5 a 10 minutos. Todavia, nem todos utilizam essa técnica, fica a critério de cada um.

Logo em seguida, umedeça o esfagno com uma solução de água + enraizador + biofertilizante*

Fertilizante

Fertilizante (ilustrativo)

Tanto o enraizador como o biofertilizante são encontrados em lojas de produtos agrícolas e devem ser utilizados segundo a recomendação do fabricante, disponível no rótulo dos produtos.

Geralmente o enraizador é utilizado uma tampinha diluída em 1 litro e meio de água, já o biofertilizante existem várias formulações, a NPK 20-10-10 é uma boa composição, podendo ser utilizada outra, entretanto, utiliza-se apenas algumas gotas diluídas na água que umedecerá o esfagno.

Enraizador

Enraizador (ilustrativo)

Após umedecer o esfagno na solução é hora de colocá-lo na garrafa pet, de maneira que forme uma espécie de cama para a planta se apoiar. Quem julgar necessário pode forrar o fundo da garrafa com brita e colocar o esfagno acima.

Musgo Esfagno

Musgo Esfagno desidratado

4º Passo: Finalização

Agora que tudo está quase pronto, devemos colocar as orquídeas sobre o esfagno e encaixar a parte de cima da garrafa pet. Lembrando que a garrafa deve ficar bem justa e não deve possuir nenhuma abertura ou furo, de modo que o ar de fora não entre e a umidade interna não escape.

Para finalizar utilizamos a fita adesiva pra “lacrar” nossa UTI.

Finalmente, nossa UTI para orquídeas já está pronta e nossa “paciente” já está internada e pronta para a recuperação. Devemos escolher um local iluminado, porém que não receba a luz direta do sol e evite que nossa UTI se transforme numa “panela de pressão” e a planta não sofra danos nem queimaduras enquanto se regenera.

UTI para orquídeas

UTI para orquídeas pronta

Dicas extras:

O tempo de internação das orquídeas varia conforme seu estado, mas geralmente leva 3, 4 a 6 meses.

Como a garrafa é transparente é importante inspecionar diariamente ou pelo menos semanalmente a UTI com a finalidade de identificar o quanto a orquídea está se recuperando e também observar o aparecimento de mofo ou qualquer alteração.

Se surgir mofo na uti é importante abri-la imediatamente, lavar tudo com cloro ou álcool, colocar novo substrato e fechar novamente.

O esfagno deverá ficar apenas úmido, nunca encharcado, pois umidade excessiva favorece o aparecimento de fungos;

Quando notar que as raízes estão com cerca de 5 centímetros, houver brotações e a orquídea tiver uma aparência saudável, já é hora de retirá-la da UTI.

Orquídea se recuperando

Orquídea se recuperando

O processo de retirada se dá da seguinte forma: primeiro se abre a parte de cima da UTI e mantenha a muda no interior por mais duas ou três semanas, para que se adapte ao clima externo. Somente depois de fazer o processo de aclimatação é que a orquídea será retirada e replantada, seja num vaso, tronco ou lugar desejado.

Vale lembrar que a UTI para orquídeas aumenta as chances de recuperação, entretanto, não é uma ciência exata, e perdas são possíveis.

Neste artigo trouxemos dicas, mas a experiência de cada um é que determinará o sucesso.

Não existem regras, nem um checklist do certo e errado, a experimentação é quem vai dizer as melhores técnicas no cultivo das orquídeas.

Se quiser participar de um curso completo sobre o cultivo de orquídeas clique aqui.

Ou se preferir siga-nos nas redes sociais!

Forte Abraço!

Fique por dentro de nossas atualizações!

10 Comentários

  1. Ivone Delfino da Silva

    Fiquei muito feliz com suas dicas Obrigada

    • Jardineiro

      Nós é que agradecemos sua visita!

  2. marcio soares

    Gostei e é muito esclarecedor..

    • Jardineiro

      Obrigado pela sua visita

  3. Pingback: Adubação das orquídeas: É preciso fazer? - Cuidar de Orquideas

  4. Pingback: Qual substrato para orquídeas devo utilizar - Cuidar de Orquideas

  5. Neide Lopes Fernandes

    Obrigado pelas dicas

    • Jardineiro

      Nós é que agradecemos sua visita

  6. Pingback: Adubação das orquídeas: preciso fazer?

  7. Primeiro de tudo eu quero dizer fantástico blog!
    Eu tinha umɑ pergunta rápida em que eu gostaria Ԁe pedir
    ѕe você ɗߋn ‘ t mente. Eu eгa curioso
    ѕaber como você concentre-ѕe e limpar sua mente anteѕ escrevendo.
    Tenho tinha tempos difíceis limpando mеu pensamentos
    na obtençãо de meu ideias lá fⲟra. Realmente faço desfrutar
    escrevendo no entanto parece ѕer os primeiros 10 a 15 minutos sãօ
    perdido só tentando descobrir comⲟ começаr.
    Ԛualquer sugestões οu dicas ? Apreciá-ⅼo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *